Erros cometidos quanto a usabilidade da opção de e-mail

O leitor precisa de motivação para assinar e-mails de uma empresa. Este é o primeiro passo para aumentar a taxa de aceitação do e-mail. O site deve exibir os benefícios da assinatura, não caixas simples que ocupam a página inicial e dizem: "Assine nossa newsletter" e nada mais. Não há motivo para o usuário se inscrever, a menos que já ache o conteúdo do site interessante. Muitos concordam que o conteúdo deve ser mantido no básico. Mas quão básica é a questão. Caixas de inscrição solitárias são uma grande falta. Deve haver pelo menos uma breve linha promocional que dê um benefício específico e concreto que motive o leitor a preencher a caixa com seu endereço de e-mail e clicar no botão de inscrição. O material promocional deve responder a perguntas como "Por que o leitor deve se inscrever na newsletter?", "Quais são as soluções oferecidas pela newsletter?" e "O boletim informativo é focado e específico, se concentrando nas necessidades do leitor?'

A mesma técnica deve ser usada com o tipo de palavras e linguagem que está sendo usada na cópia promocional ou, melhor, no site completo. Os links devem ser claros e não ter assuntos vazios, vagos ou genéricos. O conteúdo deve ser capaz de resolver o problema que o leitor deseja. Os leitores devem receber as edições anteriores e exemplos para dar-lhes uma boa ideia sobre o que podem esperar de futuros boletins informativos que receberão.

Depois que o leitor se inscreve, muitos deles recebem um grande nada. Eles ficam em uma grande escuridão e um silêncio mortal. O assinante deseja que algo aconteça em sua caixa de entrada imediatamente. Portanto, é uma boa ideia enviar um e-mail de boas-vindas automático, que pode incluir o último boletim informativo ou uma amostra dos melhores boletins. Tente incluir alguma oferta especial por e-mail. No final da mensagem, diga a eles que esperem por ótimas ofertas e pela newsletter. O novo assinante deve sentir que ingressou no clube e já recebeu algum benefício. Ele deve sentir que o processo de inscrição vale o esforço. O e-mail de boas-vindas também faz o trabalho de confirmação do e-mail, que verifica a validade do endereço.

Por um lado, há pessoas que quase não possuem informações motivadoras em seu site e, por outro lado, outras que têm muitas informações em seu site. As informações não são organizadas e os usuários ficam sobrecarregados com inúmeras opções. Se a empresa tiver muitas coisas a oferecer, deve restringi-las e agrupá-las em categorias. É com base nessas categorias que os boletins também devem ser enviados. As newsletters devem ter conteúdo específico e qualquer novo material postado no site deve ser colocado apenas em um link e não mais que isso.

A última coisa que afasta o assinante é fazer muitas perguntas. Na página de inscrição, são solicitados apenas seus endereços de e-mail. Se, logo após, eles forem vinculados a formulários de preferências, seguidos por mais vinte páginas, esta será realmente uma oportunidade perdida. Inicialmente, é bom ser gentil e rápido, pedindo informações como nome, sobrenome e endereço de e-mail. Em seguida, envie a eles um e-mail de confirmação onde é possível clicar no link e fazer suas escolhas. Os profissionais de marketing devem saber traçar os limites. Uma caixa solicitando apenas o endereço de e-mail é uma ótima maneira de não conseguir assinaturas.